Remédios Naturais

A importância do vermífugo na proteção dos pets

[ratings]

Estar em dia com a saúde e buscar constante formas de se prevenir doenças é um jeito de garantir bem-estar tanto para os humanos quanto para os animais de estimação. Quando falamos de pet, esse cuidado precisa ser redobrado, já que a contaminação deles, pode também significar a nossa.

Os famosos vermes estão em todos os lugares, por isso, o uso do vermífugo é fundamental no cuidado com animais de estimação. Mas você sabe por que e quando usá-lo? Veja abaixo as dicas que separamos para te ensinar tudo que você precisa sobre esse poderoso aliado da segurança do seu pet!

O que pode acontecer caso meu pet se contamine?

vermifugo

Seu pet pode contrair um verme, basicamente, em qualquer lugar: na terra que ele deitar, em uma água contaminada que ele beba e até apenas de cheirar algo de outro cachorro. Além disso, os parasitas podem ser passados através de alimentos e também hereditariamente.

Quando essas situações acontecem, os principais sintomas que podem ocorrer são:

  • Perda de peso
  • Falta de apetite
  • Diarreia
  • Vômito
  • Crescimento do volume e dor abdominal
  • Pelos opacos e eriçados
  • Queda de resistência

Em alguns casos mais graves, podem levar a lesões no trato intestinal, anemia e até óbito, no caso dos filhotes que nunca tomaram vermífugo.

Quais são os principais tipos de vermes?

Existem inúmeros tipos de vermes, alguns específicos para determinado tipo de animal. Mas é possível encontrar alguns mais comuns entre os pets em geral. Sendo eles:

Lombriga

Bastante comum em filhotes, as lombrigas são passadas ainda pelo útero ou então pelo leite da mãe. Porém, adultos também são infectados, podendo causar obstrução intestinal e até o óbito.

Verme chicote

Mais presente em cachorros do que gatos, esse verme é mais difícil de identificar pois deposita poucos ovos.

Pode resultar em uma perda crônica de peso e muco nas fezes.

Tênia

A tênia é causada pela ingestão de pulgas e é principalmente encontrada em animais que costumam caçar animais selvagens ou roedores.

O verme é tão poderoso que não é eliminado com vermífugo comum, precisando de medicamentos específicos para ser eliminado.

Ancilostomo

O ancilostomo também é mais comum em cachorros do que em gatos e neste caso, pode matá-los. O parasita passa a maior parte sugando sangue da parede do intestino, o que pode causar anemia e outras doenças crônicas.

Apesar desses serem os principais vermes encontrados nos pets, é importante fazer exames periódicos para compreender qual é a situação do seu animal de estimação.

Como o vermífugo funciona e quando devo usá-lo?

Além de prejudiciais para a vida dos animais, os vermes podem afetar os tutores também, já que os parasitas podem ser transmitidos para humanos, podendo causar inúmeros danos a nossa saúde.

O vermífugo é um medicamento que possui substâncias que paralisam e matam os vermes, suas larvas e ovos. O uso da solução ajuda no tratamento e prevenção contra parasitas.

O vermífugo é, geralmente, administrado em 2 doses, com um intervalo de 15 dias e deve ser ser utilizado pelo menos 2 vezes ao ano.

Não existe um vermífugo que trate todas os vermes, por isso, lembre-se de levar seu pet periodicamente ao veterinário e realizar todos os exames, no caso de suspeitas. Pequenos cuidados ajudam na prevenção da saúde do seu animal de estimação e também da sua família.